Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de 2011

O que não escrever no currículo

Você enche o seu currículo de informações sem nenhum critério acreditando assim atrair o recrutador? Saiba que dessa forma você está fadado a não ser chamado para entrevistas. Na hora de elaborar o seu documento profissional também vale a máxima de que quantidade não é qualidade. A recomendação é escrever informações sobre formação, experiências e resultados que possam agregar no seu currículo. É válido lembrar ainda que objetividade é a maneira mais eficaz de prender o recrutador. Portanto, se você é aficionado pela escrita, não caia na tentação do rebuscamento. Já dizia o poeta Carlos Drummond de Andrade: "Escrever é cortar palavras." Com a ajuda de especialistas, o Empregos.com.br listou os principais excessos cometidos pelos candidatos no momento de montar o currículo. Livre-se deles.
1. Informar número de documentos Mencionar número do RG, CPF ou outros documentos oficiais é uma "perda de tempo", diz Renata Schmidt, diretora da Foco Talentos, empresa d…

Confira 7 erros fatais no currículo

A elaboração e a apresentação de um currículo de qualidade é parte essencial no processo de recrutamento e seleção. O formato e as informações acompanhadas neste documento ditam o destino do profissional em um processo seletivo: a lista de melhores candidatos ou a lata de lixo.

Com a aproximação de 2012, as contratações nas empresas começam a aquecer novamente. Confira sete dicas da Catho Online para não cometer gafes na produção de seu currículo e se destacar na busca de um novo emprego: 1.Gramática e Ortografia:Currículos com erros de português dificilmente passam pela triagem dos selecionadores. Segundo pesquisas realizadas pela Catho Online, um a cada quatro currículos é descartado por estes motivos. 2.Objetivo profissional:Não é indicado informar mais de um cargo em que deseja atuar. O currículo sempre deve ser focado para a vaga que está se candidatando. Caso contrário, o selecionador terá a impressão de o candidato não tem um objetivo definido. 3.Dados pessoais:Manter inform…

Uma geração conectada, móvel e flexível

"Jovens ressaltam a importância do livre acesso às redes sociais, dos dispositivos móveis e trabalho remoto".

Saiba o que é o Eneagrama

Em meio a tantas ferramentas para desenvolver pessoas, utilizadas no universo corporativo nos dias de hoje, uma vem ganhando muito espaço: o eneagrama. Este sistema consiste em um canal para a busca de autoconhecimento e desenvolvimento pessoal e profissional. Ele descreve nove tipos de comportamento (perfeição, presteza, performance, profundidade, privacidade, precaução, prazer, poder e paz) e permite que executivos entendam e superem pontos fracos específicos.
A palavra deriva do grego (ennea = nove, grammos = figura) e faz alusão aos nove pontos identificados ao longo da circunferência externa do eneagrama. É um símbolo que existe há mais de cinco mil anos. Não se sabe exatamente de onde veio, mas desde as primeiras civilizações cristãs, na Idade Média e no Oriente, encontram-se vestígios e traços do estudo deste desenho.” A ferramenta é bastante aplicada em equipes. Quando as pessoas compreendem que cada indivíduo tem uma estratégia inconsciente que orienta seus comportamentos e ve…

Dicas sobre cartas de apresentação

Carta de apresentação no currículo, só quando for solicitada Documento deve ser objetivo e sucinto, recomenda especialista em recrutamento

No passado, a carta de apresentação que acompanha o envio do currículo tinha um papel determinante nos processos de recrutamento. Ela funcionava como um chamariz para profissionais que buscavam oportunidades diversas, sem procurar uma vaga específica. A carta tinha a função de representar uma “candidatura espontânea” da pessoa, atraindo o interesse do recrutador para a leitura do currículo.

Hoje, os especialistas em recrutamento preferem outra abordagem. A apresentação, dizem, pode ser feita no próprio currículo, logo após o registro dos dados pessoais. “No próprio corpo do currículo o candidato faz um resumo das atividades desenvolvidas e insere seu objetivo”, afirma Érika Imigliano, consultora de planejamento de carreira da Ricardo Xavier, empresa que atua na área de recrutamento. “Com os milhares de currículos que os headhunters receb…

Quando é hora de treinar seus colaboradores?

No ano de 2010, as empresas brasileiras treinaram 73% de seus funcionários, de acordo com a pesquisa O Retrato do Treinamento no Brasil (Pesquisa Anual da ABTD (Associação Brasileira de Treinamento e Desenvolvimento) e MOT (Mudanças Organizacionais e Treinamento). No ano, foram investidas 45 horas no treinamento destes colaboradores. Mas afinal, qual o melhor momento para as organizações treinarem seus funcionários? A palestrante e consultora Inês Cozzo Olivares explica que as empresas costumam buscar o treinamento apenas quando requisitadas por uma das áreas da organização, mas que isto deveria ocorrer de forma diferente. “As empresas deveriam fazer isto de forma preventiva, antes mesmo de uma solicitação. O treinamento deve ser realizado sempre que há mudança, pois não existe mudança sem readaptação”, explica. A opinião é a mesma de Benedito Milioni, pesquisador, consultor e escritor brasileiro na área de treinamento, que acredita que vivemos em mudan…

Estresse já afeta 70% dos brasileiros economicamente ativos

Dados da Previdência revelam que o número de licenças concedidas a pessoas com estresse cresceu 28% no primeiro semestre deste ano.

Um dado preocupante chama atenção para a qualidade de vida dos profissionais brasileiros. Segundo a Previdência Social, apenas nos primeiros seis meses deste ano, 109 mil pessoas receberam auxílio-doença por conta de efeitos gerados pelo estresse, contra 85 mil casos registrados mesmo período de 2010. E não é só isso: estudo realizado pela unidade brasileira da International Stress Management Association (Isma-BR), associação especializada na prevenção e estudo do estresse, aponta que 70% da população economicamente ativa do país já sofre com o problema.

"Jornadas permanentes que ultrapassam 10 horas por dia e acúmulo de tarefas são fatores cada vez mais presentes no cotidiano das empresas e a pergunta que fica é: está valendo à pena? Ao que tudo indica, a resposta é não", afirma Anderson Cavalcante, administrador de empresas e especialista em des…

Como controlar as emoções no trabalho?

Por mais que uma pessoa tenha uma vida pessoal considerada estável, isso não irá isentá-la de em determinado momento vivenciar problemas. Evidentemente que há quem enfrente situações mais delicadas do que outras, mas sempre surgirá um fato que faça o indivíduo sentir-se mais frágil e passível de ter suas emoções à flor da pele. Isso pode ocorrer em virtude de questões relacionadas à saúde, desentendimento com familiares, desequilíbrio nas finanças, uma paixão não correspondida, enfim, são inúmeros fatores fazem a pessoa ter aquele dia que a remete pensar: "Era melhor ter ficado em casa". Contudo, isso não resolverá problemática alguma e, afinal, todos precisam cumprir com as suas responsabilidades, inclusive no trabalho.
Quando, por exemplo, um profissional chega à empresa sobrecarregado pelas questões pessoais, nem sempre ele consegue administrar bem suas emoções e ao mínimo contato com o colega de trabalho, usa aquele momento como "cano de esc…