Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Março, 2011

Todos somos insubstituíveis!

Na sala de reunião de uma multinacional o diretor nervoso fala com sua equipe de gestores. Agita as mãos, mostra gráficos e, olhando nos olhos de cada um ameaça: "ninguém é insubstituível". A frase parece ecoar nas paredes da sala de reunião em meio ao silêncio. Os gestores se entreolham, alguns abaixam a cabeça. Ninguém ousa falar nada. De repente um braço se levanta e o diretor se prepara para triturar o atrevido:

- Alguma pergunta?

- Tenho sim.

- E Beethoven ?

- Como? - o encara o diretor confuso.

- O senhor disse que ninguém é insubstituível e quem substituiu Beethoven?

Silêncio.....

O funcionário fala então:

- Ouvi essa estória esses dias contada por um profissional que conheço e achei muito pertinente falar sobre isso. Afinal as empresas falam em descobrir talentos, reter talentos, mas, no fundo continuam achando que os profissionais são peças dentro da organização e que, quando sai um, é só encontrar outro para por no lugar.

Quem substituiu Beethoven? Tom Jobim? Ayrton Senna? …

10 razões para não se isolar da equipe

Por mais que um profissional tenha experiência e seja considerado um exemplo para os seus pares, chegará o momento em que ele precisará de ajuda, compartilhar conhecimentos, trocar ideias, enfim, trabalhar com outras pessoas. Infelizmente, há quem acredite que é auto-suficiente e que em momento algum da sua vida, inclusive profissional, necessitará da presença de alguém ao seu lado. Isso, muitas vezes, faz com que colaboradores de talento percam a capacidade de desenvolver uma competência comportamental tão valorizada no mercado: a capacidade de trabalhar em equipe e lidar com o diverso. Abaixo, listo alguns dos motivos para não se isolar das pessoas que convivemos no dia a dia corporativo.
1 - Cada pessoa possui uma personalidade. Umas são mais extrovertidas e outras introvertidas. Não é errado ser mais contido, tímido em relação os demais. Contudo, o ser humano vive em sociedade e isso é extensivo à rotina das empresas. Quem fecha as "portas" para todos os c…

As atitudes e comportamentos exigidos pelas organizações

Caio Lauer

O mercado de trabalho vive em constante mudança e muito se fala no perfil de sucesso do profissional moderno. Por conta desta mutação do cenário corporativo e das diversas áreas de atuação, é difícil afirmar quais as condutas e ações mais adequadas para toda e qualquer situação de trabalho. Porém, existem competências técnicas e comportamentais que devem estar presentes em todas as atividades profissionais, de acordo com as tendências do mundo organizacional.

Em geral, todo profissional possui competências técnicas (executar suas atividades do dia a dia) e estratégicas (ter a consciência da situação global da empresa, para onde caminha, situação de mercado e desafios), e o comportamento humano (como postura e relacionamento interpessoal).

O profissional de sucesso precisa saber lidar com pessoas, deve agir com naturalidade às pressões do dia a dia, tem que ser flexível e precisa saber reagir rapidamente a mudanças, no entanto as cobranças dependerão de cada empr…

Supervisor: Assumindo o papel de gestor de pessoas

Os supervisores de call center devem assumir o papel de verdadeiros gestores de pessoas, visto que um dos motivos que tem contribuído para o alto índice de turnover nesse setor está relacionado à gestão de equipes de operador.
De acordo com a Associação Brasileira de Telesserviços - ABT, mais de 1,2 milhão de pessoas trabalham em empresas de call center, setor que tem registrado crescimento de 10% ao ano. Em um setor que tem previsão de gerar cerca de 120 mil novos empregos em 2011, em que boa parte da mão de obra é constituída por pessoas de 18 a 24 anos – muitas em sua primeira experiência profissional – e sendo considerado a principal porta de entrada de jovens para o mercado de trabalho, cabe aos supervisores e líderes a difícil tarefa de manter e desenvolver esses novos colaboradores para que possam contribuir para o alcance dos objetivos organizacionais.

Ao perguntar para supervisores e líderes de call center de quem é a responsabilidade por agregar, aplicar, recompensar, desenvol…

Problemas no ambiente de trabalho? Saiba como é pertinente conversar com sua Gerência

Antes de chegar à ao seu superior, é necessário a valiar a situação. Qual o seu grau de insatisfação, porque está desmotivado? Será que o problema é empresarial ou pessoal? Esses sãos, de vários, pontos que devem ser analisandos antes de ter uma boa conversa com sua Gerência. A conversar precisa ser franca, colocar os pontos fracos e, melhor, espor sua opinião de como melhor tal siatuação e analisar o seu interior. Como você está?

Sentir-se insatisfeito, incomodado ou mesmo infeliz com algumas situações da empresa é comum, especialmente se o sentimento negativo se der por um determinado período de tempo.

Entretanto, algumas pessoas percebem que a insatisfação se prolonga, acabam se chateando demais com a situação e, às vezes, até perdendo a vontade de trabalhar, reduzindo a produtividade. Nestas horas, surge a dúvida: será pertinente conversar com o chefe?

Uma dica, antes de chegar à chefia, é necessário avaliar a situação e tentar resolver o problema.

“Ir à chefia é passar o problema par…

Como se planejar para entrar no mercado de trabalho

Para ter uma careira promissora é necessário ter planejamento.

Fala-se muito sobre a importância de programas de estágio e trainee que qualifiquem os estudantes em sua entrada no mundo profissional. Em meio aos desafios dessa fase de transição vivida pelos jovens, surge uma questão fundamental: a importância de se assumir a responsabilidade pelo autodesenvolvimento. Isso implica, necessariamente, planejar.

É essencial que haja um planejamento para entrar no mercado e evoluir ao longo da carreira almejada. O objetivo não é traçar algo complexo, e sim obter métodos para ajudá-lo a organizar suas idéias e partir para a ação.

Pensando nisso, aqui vai uma dica para turbinar o seu processo de planejamento: faça perguntas importantes sobre si mesmo e sobre seu futuro!

A vantagem de se fazer determinadas perguntas e respondê-las é que tudo aquilo que “gira” em sua cabeça começa a ser ordenado, oferecendo uma visão muito mais clara do caminho a ser percorrido. O primeiro passo de qualquer carreira…