Pular para o conteúdo principal

Delegar é preciso

 Por: Damaris Alfredo Silva de Oliveira
 
Estamos vivendo a Era da Multifuncionalidade. Hoje qualquer pessoa tem um grande número de atividades para executar em uma empresa. As responsabilidades de quem possui cargo de gestão aumentam a cada dia e com isso, muitas vezes, fica difícil cuidar do que é mais importante para um líder: o desenvolvimento das pessoas.

Para conseguir executar as muitas responsabilidades e ainda cuidar das pessoas, o gestor deve delegar algumas de suas responsabilidades.

Delegar é o ato de transferir para outro a autoridade e a responsabilidade para a execução de uma tarefa que é de responsabilidade final do gestor. Delegar é uma palavra muito usada, mas pouco entendida na amplitude de seu significado. Delegar é uma arte e exige investimento, paciência e percepção do outro e de si. Para se delegar com propriedade precisamos saber precisamente o resultado que esperamos e garantir que a pessoa a quem o serviço está sendo delegado tem o mesmo entendimento sobre o resultado que você espera. É também imprescindível que se acompanhe o processo, a fim de que de avaliar se a tarefa está sendo feita ou não, dando feedback sobre os resultados obtidos.

O que presenciamos no mundo organizacional é a delargação de atividades. Vemos hoje gestores que ao estarem sobrecarregados "largam" suas responsabilidades aos colaboradores sem verificar se esses são capacitados para executar tais ações. Informam apenas o que deve ser feito e, no entanto, não ensinam como e para quando necessitam da atividade. No momento em que o colaborador não entrega o que lhe foi solicitado, o gestor começa a duvidar da capacidade profissional do funcionário e dessa forma, passará a acreditar que um colaborador a mais "não traz resultados".

Para que isso não aconteça, ao delegar você deve:
- Verificar se a pessoa que receberá a nova atribuição está apta a executar.
- Treinar o colaborador e verificar se o treinamento foi suficiente. Para isso acompanhe o processo.
- Fornecer feedback constantemente sobre os resultados obtidos.
- Garantir a clareza na comunicação durante o processo de delegação. Por isso, comunique o que deve ser feito, como deve ser feito e quando deve ser feito.

Ao delegar o gestor deve abrir mão do êxito pessoal em função do sucesso do grupo, abrir mão de poder, assumir riscos, aceitar e corrigir os erros. Quem recebeu a atividade deve estar consciente de que a responsabilidade pela execução passou a ser dele. Desta forma o líder deve envolver, motivar e mostrar os ganhos que esse colaborar terá com esse novo aprendizado.

Há uma premissa na Administração de empresas que se diz que só devemos "terceirizar o que não é o negócio da empresa". Essa premissa aplica-se ao líder que só deve delegar apenas as atividades que não impactam em sua atividade fim, por exemplo: a liderança deve delegar a elaboração de uma planilha e não a gestão de sua equipe.

Para saber o que delegar e o que não delegar, faça uma lista das atividades diárias que você executa e que lhe trazem grandes resultados para sua atividade profissional. E ainda elabore uma lista das atividades que são urgentes, mas que possuem pouca influência para a realização do seu trabalho. Após a lista, faça uma análise do que pode ser delegado. Atente-se para não ficar preso em atividades que lhe dão prazer na execução, porém poucos resultados profissionais. O líder deve ter foco sempre naquilo que é importante, no que traz êxito para a organização e ainda deve obter satisfação em fazer os outros realizarem e não em executar diretamente. O gestor deve ter tempo para a execução de atividades mais importantes.

Delegar é uma forma de liderar pessoas para que elas assumam a autoridade e a responsabilidade de tomar decisões e, geralmente, isso resulta em mais comprometimento, cooperação, surgimento de ideias, melhores soluções e maior responsabilidade pessoal. Delegar ainda é treinar colaboradores, motivar a equipe e aumentar o grau de iniciativa dos funcionários desenvolvendo novas aptidões. Então se quer obter mais resultados de sua equipe, saiba que delegar é preciso!

Pense nisso e rumo ao sucesso!
 
Fonte: RH.com

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Novas regras para o seguro desemprego

A nova regra determina que o empregado que negar duas vezes a uma vaga de mercado ficará sem o seguro. Os trabalhadores que dependerem do seguro desemprego devem ficar atentos às novas regras do Governo Federal. Entre as novidades estão a suspensão do benefício para quem recusar a segunda oferta de emprego de trabalho. O Secretário de Estado de Assistência Social e Direitos Humanos informa que a regra já entrou em vigor dês do dia 04/04/2011. Na prática, isso significa que o trabalhador, ao dar entrada no seguro desemprego, vai fazer um cadastro com o seu perfil profissional. Esses dados serão compartilhados automaticamente entre as empresas que estão com vagas em aberto, via internet. Caso seja detectado que há vaga que combine com o perfil do trabalhador, será feito o encaminhamento pelo Sine. Se a empresa entender que o perfil daquele profissional atende ao que está sendo pleiteado, o trabalhador poderá ser empregado. O desejo da criação da nova regra parte do pressuposto que todos os tr…

Como fazer um script eficaz para atendimento

Um script eficaz exige muito mais do seu autor do que apenas passar as informações que o cliente precisa saber sobre o produto. Mas, você sabe como construi um?

No mundo atual, prender a atenção de uma pessoa do outro lado da linha é uma missão cada vez mais difícil e para isso as empresas de contact center têm se preparado.

Aquele texto robotizado que parece ser proclamado por uma máquina, e que não está aberto a perguntas ou interrupções, ficou no passado. O diretor de clientes da empresa Atento Flávio Henrique Ribeiro diz que os roteiros das operações são feitos em conjunto com o cliente, buscando aperfeiçoar o atendimento. “A empresa se dedica a conhecer a fundo cada operação. Procuramos desenvolver linhas de argumentação para evitar a robotização no atendimento”, afirma Ribeiro.

Apesar desse engajamento entre empresa e cliente, o diretor ressalta que é necessário certificar-se de que o operador está no ambiente certo. Cada pessoa tem um perfil diferente e não há roteir…

As vantagens e desvantagens da Dinâmica de Grupo

Apesar de ser temida por alguns candidatos, especialista garante que técnica pode identificar características necessárias para a vaga.Em processos seletivos de diversas empresas, a fase que segue a seleção do currículo é a famosa Dinâmica de Grupo – para receio de muitos candidatos, que consideram essa a etapa mais difícil, principalmente para os mais tímidos e introspectivos. Porém, para o selecionador, as atividades em grupo solicitadas durante o processo, quando bem aplicadas, são capazes de mostrar características e habilidades que serão necessárias para determinada vaga.
As Dinâmicas de Grupo são muito usadas para seleção de estagiários ou trainees. Na seleção de cargos executivos e gerências, são raros os processos que incluem a entrevista em grupo. "O querem observar nesses processos é interação entre os candidatos. Os especialistas vão buscar sinais de liderança, capacidade de trabalho em equipe ou o contrário, tudo dependendo do perfil que a vaga em questão ex…